Fabrício Maurício | O Octógono que os universitários precisam conhecer nas entrevistas de emprego
3353
single,single-post,postid-3353,single-format-standard,ajax_updown_fade,page_not_loaded,

O Octógono que os universitários precisam conhecer nas entrevistas de emprego

O Octógono que os universitários precisam conhecer nas entrevistas de emprego

Por Fabricio Mauricio em Recursos Humanos - Coach de Carreira 16 mai 2014

Em Entrevista Realizada para Bradesco Univeristário, O Psicólogo Fabrício Maurício dá dicas aos jovens na busca pelo primeiro emprego!

Esse é o octógono que o Universitário precisa conhecer para enfrentar a Batalha de se entrar no mercado de trabalho!

  1. – Você é universitário não é um expert. Querer demonstrar que sabe demais pode soar como arrogante;
  2. – Mantenha humildade na fala quanto às suas habilidades, mas deixe claro sua busca pelo conhecimento e especialmente sua atitude;
  3. – Via de regra e a grosso modo existem dois caminhos a serem seguidos nas corporações. Ou o sujeito assume uma posição técnica, subordinada com salários mais modestos, rotinas mais previsíveis sem grandes ameaças ou busca posições de gestão, liderança, que certamente vão remunerar melhor em contrapartida de outro nível de cobrança e pressão. Se o caminho é a segunda opção, não descuide da atitude! Sobretudo o que querem numa seleção de universitários são potenciais e não profissionais prontos;
  4. – Quanto ao comportamento a dica é o velho e bom clichê: “Seja o mais natural possível”. Evite muito estresse. Meditação com base em exercícios de respiração são excelentes para equilibrar o ritmo cardíaco e aliviar a ansiedade. Na internet é fácil encontrar. Veja meditação em 1 minuto;
  5. – Não tentem burlar os testes, inventários ou questionários em geral. Não existe um gabarito para estes testes. O certo é o coerente, é o que é. Dá muito mais trabalho querer prever a resposta do que simplesmente responder segundo suas crenças e sentimentos;
  6. – Proponha-se a todos os tipos de cursos, seminários, congressos, e eventos acadêmicos. Faça estágios gratuitos e trabalhe como o patrão. Sempre digo que o que mais captamos nesses eventos vão muito além do conhecimento adquirido nas salas, mas as relações, o clima os contatos, as ideias, a amplitude da visão;
  7. – Esteja disponível. As empresas nem sempre vão se adaptar aos seu horários… A escolha é sua. Se a Faculdade der a flexibilidade de horários, dê seus pulos e se adeque. Não é muito raro pessoas que estudam e trabalham o dia todo saindo às 5 da manhã de casa e retornando depois de um dia de trabalho, estudos e aulas depois das 23hs;
  8. – Evite iniciar suas dúvidas falando de seus direitos. É de bom tom demonstrar o interesse primordial pela oportunidade. A vaga e suas características, a empresa e só então veja as questões pessoais que geraram dúvidas.

Agora é só ir para cima e encarar a Batalha!

Fabrício Maurício é Psicólogo, Coach, Consultor em gestão, Escritor e autor do livro Batalha Interior – Escolhas da Vida publicado pela Editora Pandorga. www.fabriciomauricio.com.br

Publique seu comentário