Fabrício Maurício | A Tampa da Panela
2963
single,single-post,postid-2963,single-format-standard,ajax_updown_fade,page_not_loaded,

A Tampa da Panela

A Tampa da Panela

Por Fabricio Mauricio em Gotas de Lágrimas 26 jun 2012

– Bora lá Ernesto, vai Eu minha Gata, tu e uma amiga da minha Gata!

– E esta amiga da sua Gata é Gata?

– Ela falou que é.

– Falou que é só pra Eu topar. Será que é mesmo?

– Cara, se não for tu fecha o olho e bota quente!

– Daí perco a noitada velando seu namoro e ainda com um encosto queimando meu filme.

– Deixe de ser frouxo Ernesto. Se não for Gata, no mínimo deve ser mais ou menos a Katilene não ia te colocar em fria. Ela me falou que é massa. Tu toma umas e mete o ferro depois!

– Tá vendo, falou que é massa e não gata. Se fosse gata ela falava. Falou que é massa só pra me enrolar. É amiga né Afrânio, não iria queimar uma chegada dela!

– Tá bom. Se não for massa é mais ou menos no mínimo. Toma umas e manda ver.

– Hummm… Sei não… Mas vamos lá, não tenho nada mesmo pra fazer na sexta-feira. Mas o seguinte, vamos pra um lugar menos badalado pra não correr o risco de me queimar se for fraca.

Na quinta-feira o Afrânio liga pro Ernesto pra confirmar:

– E ai Parceiro, tudo em cima pra amanhã? A Katilene já combinou tudo direitinho com a Nivalda.

– Nivalda?!?!?! Que porra de nome é esse Meu?!?

– E Ernesto é massa?

– Pô Cara, Ernesto é muito melhor que Nivalda. Com um nome destes o que posso esperar?

– Fica tranquilo Companheiro. Vai dar tudo certo. Reforcei com a Katilene e Ela insistiu que a Nivalda é super gente boa.

– Olha aí, tá vendo!!! Gente boa é mulher feia Afrânio!!! Eu sabia, quando falou que era massa já desconfiei, agora gente boa?!?!!? Certeza que deve ser o maior tribufu! To fora Velho! Já viu alguém comentar que a Ana Hikman é gente boa, ou que a Juliana Paes é massa? Nunca, sabe por quê? Quando falam destas se referem como Gatas, Lindas, Deusas… E ainda por cima Nivalda?!?! Já imaginou: “- Tá pegando quem?”  – Nivalda… Fica prá próxima.

– Cara não atrapalha a parada, boto fé que tu vai curtir a Val!

– Val!?!?! Olha aí! Já está diminuindo porque sabe que Nivalda não dá pra engolir!

Ficaram por ali mais um tempo até que o Afrânio enfim convenceu novamente o Ernesto. Chegou à sexta-feira e Afrânio pegou primeiro a Katilene em sua casa e depois rumaram para casa da Nivalda para depois buscar o Ernesto. Afrânio estava tenso, tamanhas foram às recomendações e resistência do amigo Ernesto. Ao chegar ao portão da Nivalda, aquele susto!

– Putz Kat! Massa?!?! Gente boa deve ser mesmo, porque se não tinha que mudar pras montanhas, mas massa?!!? Maior Canhão, o vestido parece uma lona de circo!!! Sacanagem da grossa com Ernesto, o cara vai me matar!

Enquanto isto a Val descia as escadarias de entrada e quanto mais se aproximava do carro de Afrânio maior Ela ficava.

– Como assim Afrânio?! Só porque Ela é gordinha? Olha o rosto dela, é massa! E fica quieto que Ela vai entrar!

– Só se este pneu de trator couber na porta né?

– Boa noite Kat, e Você deve ser o Afrânio, como vai?

Ele deu um boa noite baixo, frio e mal educado, apreensivo com o que o colega iria falar ou pensar. Aumentou bastante o som e continuou cochichando com Katilene:

– E agora, com que cara vou apresentar esta Nhonha pro Ernesto? O Cara vai ficar puto comigo e com razão, Eu também ficaria. Que troço mal arrumado do caramba, maior big mac! Temos que fazer alguma coisa, não dá pra chegar lá no Ernesto com este amontoado de lipídios.

– Afrânio, vamos combinar que o Ernesto também não é lá esta coca cola toda! O que quer que Eu faça?!? E pare de desfazer de minha Amiga!

– Já sei! A Nivalda tem algum outro apelido além de Val?

– Alminha.

– Alminha?!? Que porra é esta?

– Alminha de almôndega.

– Cacete! Tu me fala que a gata é massa, e tem até apelido de almôndega de tão gorda!! Tô ferrado… Mas agora não tem mais jeito. Chegando lá no Ernesto, vou sair logo do carro e falar pra Ele que a Nivalda não pode vir e que veio outra amiga sua a Alminha e que Ela odeia o nome e não é pra perguntar prá Ela certo? Assim ameniza já que nem Eu nem Você sabíamos que a Nivalda ia furar.

Chegando à casa do Ernesto o Afrânio foi logo saindo do carro e contando a história. Ernesto é claro ficou fulo da vida, mas como não tinha mais nada armado para aquela noite foi em frente. Ao entrar no carro ficou petrificado quando viu a Alminha. Estático ficou por todo caminho até o bar e não conseguiu dizer uma só palavra além de se apresentar. Chegando ao destino que era um bar com música ao vivo e bem movimentado por sinal Ele ficou todo sem jeito, o tempo todo disfarçando seu desconcerto, dobrando as mangas da camisa e levantando a calça que não parava de cair. Afrânio vendo aquela cena ficou contrariado de ter colocado o Amigo nesta cilada e então buscou se retratar:

– Parceiro, foi mal! Eu não sabia que a Val ia furar, se quiser ir embora vou entender, tô vendo o quanto tu está incomodado, afinal tu não é obrigado a pegar esta Moby Dick…

Qual não foi a sua surpresa ao ouvir a resposta do amigo Ernesto:

– Puta merda Afrânio! Que sorte do caralho esta minha Mano! Ainda bem que a tal Nivalda não veio, estava maior apreensivo imaginando que pudesse ser uma magrela tipo sua Katilene. Quem gosta de osso é cachorro. Esta Alminha é o Bicho! Maior gata. Tô até tenso aqui sem saber como chegar!!!

Nesta hora o Afrânio quase caiu pra trás e aliviado pensou: “ – Realmente tem gosto pra tudo! Aquele velho ditado de toda panela tem a sua tampa é verdadeiro, inclusive os caldeirões industriais tem sua tampa…” Quando olhou de novo Ernesto já estava lá quase sem conseguir dar a volta na cinturinha de ovo de avestruz da Alminha da Nivalda, rodando no salão orgulhoso de sua farta companheira.

  • José Augusto 26 de junho de 2012 at 03:24 / Responder

    Boaaaa kkkkkk
    bem sacada essa ein rss
    cara manda a ver.. tá legal este lado humorístico!
    abraço!

  • Renato Maurício 26 de junho de 2012 at 13:41 / Responder

    Bita,
    Para todo pé torto, tem um sapato roto.
    Beijos,
    Voinho Renato.

  • fabricioliver 26 de junho de 2012 at 23:39 / Responder

    Meu Amigo Zé!!! Que bom que a turma está gostando!!! Também estou adorando escrever humor. Abraço

  • Anonymous 5 de julho de 2012 at 22:18 / Responder

    Muuuito legal, gostei demais. A vida é assim mesmo, num tem ninguem feio, por isso que eu digo que eu sou liindo…rs

    abraço! Elvis.

    • fabricioliver 8 de julho de 2012 at 23:29 / Responder

      Meu Amigo! Fico muito feliz que tenha gostado. Valeu demais. Abraços. Fabrício

Publique seu comentário