Fabrício Maurício | A Grande Missão
2986
single,single-post,postid-2986,single-format-standard,ajax_updown_fade,page_not_loaded,

A Grande Missão

A Grande Missão

Por Fabricio Mauricio em Recursos Humanos - Coach de Carreira, Textos e Crônicas 22 mar 2012

Existem Três tipos de orientações para o trabalho: Tarefa – Carreira – Vocação.


A Tarefa é a troca de seu esforço por um salário no final do mês. Estão aqui aquelas Pessoas que não se importam com o “gostar do que fazem”. Para Elas qualquer trabalho, desde que trazendo um resultado financeiro que as permita sobreviver até o final do mês basta, não precisam de outras recompensas.

A Carreira exige um pouco mais de investimento pessoal do profissional. Além de um salário, os que aqui se situam buscam evolução nos cargos ou estrutura hierárquica da Empresa. Esta busca pelo progresso profissional traz um valor novo para o indivíduo, entretanto quando chega no topo, precisa de novos significados, que acaba buscando em outros lugares. Do contrário corre o risco de se estagnar e alienar.

A Vocação é paixão pelo que faz. Prestígio de muito poucos que tem a bravura de remar contra as correntes. Os que aqui estão percebem seu trabalho como uma contribuição para um bem maior da humanidade, algo que está além deles. O trabalho em si é a fonte de realização. As recompensas financeiras, e outras são importantes, mas não ditam os caminhos, são consequências.

Nenhuma é certa ou errada, são só três opções que cada um pode escolher qual seguir. Fundamental é ser honesto consigo mesmo, como único meio de evitar sofrimentos pelas escolhas de vida feitas.

Compartilhando Minhas Escolhas: No início de minha trajetória profissional as tarefas me bastavam. Foi por pouco tempo, quando logo busquei uma carreira. Descobri há pouco menos de um ano que o desconforto que sentia no trabalho não residia nas Empresas por onde já passei, mas em mim. A busca pela gratificação nos meios externos sempre foram infrutíferas, efêmeras. Comecei a me questionar e a buscar minha vocação. Encontrei! Agora independente do que Eu faça, se alinhado com minha Missão de vida, posso ser feliz e me sentir recompensado




Minha Missão de Vida:

 

“Contribuir com o máximo de Pessoas possível em seu processo de crescimento e evolução pessoal e profissional!”


E a Sua, qual é?

  • Quênia 31 de março de 2012 at 01:23 / Responder

    Procuro dar o melhor de mim em tudo o que faço. Incentivo os que me rodeiam a fazer o mesmo. E Estou sempre aberta para aprender com as pessoas e nesta sua missão faço meu pedido: Quero um livro seu de auto ajuda e autografado no dia do lançamento, porque estaremos lá.

  • fabricioliver 31 de março de 2012 at 18:03 / Responder

    Uau!!! Já tem!!!! Esteja certa disto Quenia. Não existe nada que valha este reconhecimento. Obrigado de verdade!

Publique seu comentário